Lixo volta a pauta na cidade de Santo André – Parte 5

A empresa LARA Central de Tratamento de resíduos Ltda recebe o lixo de uma população com cerca de 2.200.000 habitantes. São dispostos no aterro sanitário da empresa LARA aproximadamente cerca de 60.000 toneladas de resíduos ao mês, procedentes de nove municípios: Rio Grande da Serra, Ribeirão Pires, Mauá, Diadema, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Praia Grande, São Vicente e Itanhaém. Um detalhe para o leitor: “O empreendimento da empresa LARA fica na divisa entre os municípios de Santo André e Mauá. O atual aterro sanitário de Santo André, que está em fase de esgotamento (fala-se que até maio desse ano), está distante apenas 5 minutos do empreendimento da LARA. O preço da tonelada de lixo enterrada no aterro da LARA custa algo em torno de R$ 69,00 o que representaria um montante no valor de R$ 1.380.000,00 por mês de custo para a Prefeitura de Santo André, já que produz algo perto de 20.000 toneladas mensais. O promotor de Justiça José Luis Saikali, da Promotoria de Meio Ambiente do Ministério Público do Estado de São Paulo em Santo André, informou que vai acompanhar a destinação dos resíduos na cidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...