Urubu se choca com avião da WebJet em Salvador

Um urubu se chocou com um avião, nesta quinta-feira (14/05), em Salvador, na Bahia. A aeronave da WebJet, vôo 6742 com partida em São Paulo e destino em Salvador, levava o total de 80 passageiros mais a tripulação. O urubu bateu no avião da WebJet durante o pouso no Aeroporto Internacional de Salvador. Imagens mostram que o animal bateu na asa do avião. Com o violento impacto a ave ficou presa na fuselagem da aeronave. A direção da Webjet afirmou que ninguém ficou ferido. O avião com o urubu preso a sua fuselagem está em Salvador para reparos. Nos últimos dez anos, ocorreram cerca de 3,8 mil colisões entre aeronaves e pássaros, segundo dados do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). De acordo com dados do Cenipa, 19% das colisões com aves ocorridas no ano passado foram durante a corrida de pouso e 30% na decolagem. Nas estatísticas que mostram os tipos de aves mais comuns envolvidas neste tipo de acidente, o quero-quero lidera os números, com 10% e os urubus vem atrás com 9%. No entanto, em 63% dos casos, o tipo da ave foi indeterminado. Estes dados compõem a Estatística da Comissão de Controle do Perigo Aviário no Brasil (CCPAB), que aponta que o motor é a parte mais atingida nestes acidentes. No caso do avião da WebJet em Salvador, o urubu colidiu com a asa da aeronave. Já não é a primeira vez que ocorre em Salvador um acidente entre um avião e uma ave. Passageiros de um avião que fazia a rota São Paulo-Porto Seguro tiveram um susto na escala em Salvador em 09/04/2009. Segundo o piloto, a asa da aeronave bateu em uma ave, durante a operação de aproximação da pista do aeroporto (caso semelhante ao de ontem). Na oportunidade a viagem foi suspensa e os passageiros foram acomodados em um hotel da capital baiana. A Infraero disse que há trabalho de prevenção desse tipo de problema na região do terminal aéreo. Mas parece que não está tendo êxito. O administrador Enio Noronha Raffin vem revelando detalhes de empreendimentos privados e públicos que se localizam dentro da “Área de Segurança Aeroportuária” (ASA) de aeroportos brasileiros. Um aterro sanitário na cidade de Sabará (MG) está dentro da ASA do Aeroporto da Pampulha (recebe vôos regionais) em Belo Horizonte, Minas Gerais. Aterros sanitários são focos de aves entre elas os urubus. As aves nas proximidades dos aeroportos colocam em risco os aviões. A Resolução do CONAMA de no. 004, de 09/10/1995, é bem clara quanto a esse tema. Diz a norma que “não são permitidas, dentro da Área de Segurança Aeroportuária (ASA), atividades de natureza perigosa, entendidas como foco de atração de aves”. Na data de 18/03/2009 a ANAC, em resposta a documento (protocolo no. 284.2009) encaminhado nessa agência pelo administrador Enio Noronha Raffin, disse “que não cabe a Infraero a permissão ou não de implantações de aterros sanitários dentro da ASA” e que “procederá às investigações necessárias, no sentido de averiguar se o referido empreendimento localiza-se dentro da ASA dos aeroportos públicos de BH. E que tão logo tenha um relatório esclarecedor sobre o tema voltará a se manifestar.” O administrador Enio Noronha Raffin até a presente data (15/05/2009) ainda não recebeu cópia do “relatório esclarecedor” da ANAC. Estamos contando o tempo e aguardando as conclusões da ANAC.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 Responsesto “Urubu se choca com avião da WebJet em Salvador”

  1. silvan silva disse:

    criei o habito de ir observar os pousos e decolagens no aeroporto Luis Eduardo Magalhaes,e pude observar que em pequeno numeros mas existe sim
    aves voando nas proximidades do aeroporto,nao so urubus mas tambem pombos e outros.sendo que os urubus sao os mais perigosos pois ficam na mesma altura das aeronaves por mais tempo.Graças a Deus nao aconteceu tragedia mas é bom que os responsaveis pelo espaço achem uma forma de eliminar essas aves do local.

  2. Felipe William disse:

    Na minha cidade um avião de pequeno porte quando estava levantando vôo um pombo foi direto na helice da aeronave,o avião precisou arremeter,mais ninguém ficou ferido,apenas tiveram um susto. O barulho foi muito feio,parecendo com um de elefante,só que mais assustador.

Leave a Reply